16 de dez de 2009

Jogos ;

Sei que cometi um erro, de certa forma imperdoável. Eu disse que não seria capaz de brincar com seus sentimentos... Mas seria bobagem dizer que por um momento, isso não passou pela minha cabeça. Que seja. De qualquer modo, o que eu disse não deixa de ser verdade. Infelizmente eu não te amo como deveria, como você parece me amar. E, como ninguém, você sabe que não acredito no amor. Aliás, pra que o amor serve? "Pra trazer felicidade e dor ao mesmo tempo". É o que eu te imagino falando. Sério. Não, eu não acredito. Não me importo qual seja a minha idade, não me importo de não ter vivido tempo o bastante pra sentir o amor, ou qualquer que seja o motivo dessa vez. Você está certa quando disse que eu brinquei contigo. Não foram minhas intenções. Eu te usei. Essa é a verdade. Usei achando que eu poderia esquecer alguém, que tão recentemente voltou a me infernizar. A minha impossível paixão. E eu te usei assim como estou sendo usada. Um erro imperdoável, é capaz de ser esquecido?

Ao som de Linger - The Cranberries ;
Lyah.

Um comentário:

  1. cara..tu escreve muito bem..ve se nao para de escrever..voce tem futuro. =)

    ResponderExcluir