8 de mar de 2010

I Need Some Time;

Com o tempo, aprendemos a lidar com nós mesmos. Aprendemos a lidar com nossas manias e a metamorfosear alguns aspectos da nossa personalidade. Com o tempo, percebemos como coisas materias parecem pequenas perto de coisas sentimentais. Com o tempo, percebemos que nada era como imaginávamos que fosse. Se você ainda não sabia disso, tá na hora de acordar. Com o tempo, aprendemos que a maturidade não é medida pela idade mas pelo tipo de experiências vividas. Com o tempo, as máscaras caem. Com o tempo, sofremos mais do que queríamos e é só o tempo que ameniza essa dor. Ele nunca cura, mas a torna mais fácil de conviver. Com o tempo, lembramos de esquecer, aprendemos a esquecer e lutamos para esquecer. Com o tempo, aprendemos que o amor é a base do ser humano... É o lado ruim e o bom. Em alguns casos, o lado bom não aparece sempre. Com o tempo, opiniões se alteram. Com o tempo, sentimentos se alteram. Com o tempo, a insegurança desaparece e a inconstância ri de nós. Com o tempo, aprendemos a lidar até com a inconstância... Possuímos algum controle capaz de nos confundir ainda mais. Com o tempo, achamos que é melhor não ter controle nenhum. Com o tempo, sentimentos nos consomem. Com o tempo, os sentimentos pela pessoa errada (mas certa pra nós) nos consomem. Com o tempo, percebemos que o coração pode ser quebrado em vários pedaços e ainda continuar batendo. Com o tempo, conseguimos entender o que isso quer dizer. Leva-se tempos para construir confiança e segundos para destruí-la. Com o tempo, as coisas ficam mais claras. E é de tempo que eu preciso.

Ao som de Breaking My Own Heart ;
Lyah.

Nenhum comentário:

Postar um comentário